31/10/2020 às 09h54min - Atualizada em 31/10/2020 às 09h54min

Covid-19 muda agenda de candidatos

Atividades foram canceladas por candidatos a prefeito em Itajaí, Balneário Camboriú, Navegantes e Camboriú

Diarinho

aumento dos casos de contágio e mortes na região causadas pelo coronavírus fez alguns candidatos a prefeito cancelarem ações da agenda de campanha durante o feriadão. Outros candidatos readequaram a programação nas ruas. Infectados com covid-19 e afastados da campanha, o prefeito de Camboriú Élcio Kuhnen (MDB) está em isolamento, e Ney Clivati (Novo), de Balneário Camboriú, se recupera na UTI.

Carreatas marcadas para o sábado foram canceladas pelo prefeito Volnei Morastoni (MDB), em Itajaí, e pela candidata à prefeitura de Camboriú, Jane Stefenn (PSL). O candidato a prefeito de Navegantes, Fredolino Bento (MDB), cancelou todas as carreatas e caminhadas do feriadão. Em Balneário Camboriú, o prefeito Fabrício Oliveira (Podemos) desmarcou um bandeiraço que rolaria no bairro das Nações no sábado.

Em Itajaí, o prefeito Volnei justificou a decisão destacando que a prioridade é proteger a vida e a saúde da população. “Infelizmente, as taxas de contágio do coronavírus estão aumentando na região. E a realização de carreatas, mesmo sendo mais seguras que as caminhadas, ainda podem trazer riscos para os participantes”, disse.

Segundo a coligação do candidato Robison Coelho (PSDB), as agendas de campanha serão mantidas no feriadão, com responsabilidade e redobrando a segurança. Em nota da assessoria de Robison, a decisão de Volnei pelo cancelamento da carreata foi criticada. “O que é estranho agora é que o prefeito Morastoni tenha desistido de sua ida às ruas, uma vez que, no mais alto pico da pandemia, promoveu seu comício de largada da campanha”, criticou.

O candidato a prefeito de Itajaí pelo Solidariedade, Osvaldo Mafra, informou que tem percorrido as ruas em cima de um caminhão de som, com equipe reduzida, levando as propostas sem gerar aglomeração. No sábado, ele iria passar pelos bairros Cordeiros e na Itaipava, com caminhadas às 17h no loteamento São Francisco de Assis, e na manhã de domingo, no São Roque.
 

Ainda em Itajaí, a coordenação de campanha do candidato João Vecchi (PT) disse não prever mudanças na agenda, destacando que os cuidados estão sendo observados desde o início. O candidato Patrick Dauer (Avante) informou que a programação está mantida com as normas preventivas intensificadas.

Bandeiraço cancelado em Balneário

A campanha do candidato Fabrício Oliveira cancelou o bandeiraço de sábado ainda no começo da semana, antes mesmo de divulgar o evento. Para o feriadão, a coordenação informou que nenhuma outra ação precisou ser suspensa e as atividades serão feitas com os cuidados necessários.
 

Também na disputa pela prefeitura, Auri Pavoni (PSDB) e Pedro Luiz (PRTB) disseram que não houve mudanças na agenda, enquanto que Edson Piriquito (MDB) não se manifestou sobre possíveis alterações.

O candidato Giovan Nardelli (Solidariedade) ressaltou que nunca teve e não planeja ações na rua diante da atual situação da pandemia, focando na campanha virtual. “Não fizemos como os outros que, por causa da eleição, esqueceram da covid”, observa.

A assessoria de Ney Clivati informou na sexta-feira que o candidato está melhorando dos sintomas e pode sair do coma induzido nos próximos dias. Ele está internado na UTI do hospital Ruth Cardoso desde segunda-feira. A campanha segue tocada pelo candidato a vice-prefeito Marcelo Kozar, com a priorização de eventos on-line.

 

Adiamentos e mudanças em Camboriú e Navegantes

Em Camboriú, a candidata Jane Stefenn adiou a carreata de sábado e uma caminhada marcada pro domingo. No sábado era prevista uma “carreatinha” pelo interior da cidade, com até quatro veículos, respeitando as medidas sanitárias.  Pela campanha do padre Antônio Wilbert (PT), o foco está nas redes sociais, com poucas ações nas ruas.

Já o prefeito Elcio Kuhnen vai ficar em casa no feriadão, após testar positivo pra covid. A candidata Luzia Coppi (PSDB) manteve carreata na manhã de sábado nos bairros São Francisco de Assis e Rio Pequeno, mas com adequações às normas sanitárias.

 

Em Navegantes, a maioria dos candidatos a prefeito destacou que a campanha já foi iniciada respeitando as restrições da pandemia. Liba (DEM) faz carreata no sábado, mas disse que será sem aglomero. Cirino Cabral, do Cidadania, ainda não tinha feito a agenda do feriadão, mas disse que vem seguindo os protocolos nas ações.

Pelo PSOL, George Pinho lembrou que o direcionamento da campanha na internet será mantido, sem ações nas ruas. Roberto Carlos de Souza (PSD) destacou que os eventos, quando feitos, já são na modalidade drive-in. Fredolino Bento decidiu cancelar as ações do dia de Finados e as carretas do fim de semana, mantendo os comícios drive-in e visitas.

A campanha de Murilo Cordeiro (PSC) iria adequar a agenda, focando ações nas redes sociais e reduzindo o trabalho nas ruas.  O professor Elvis Roni (PRTB) disse que não está fazendo reuniões públicas, comícios ou carreatas. Os candidatos Valentim Nardelli (Avante) e Mirna Bublitz (Republicanos) não responderam à reportagem do DIARINHO.

 

Infectados com covid-19, prefeito de Camboriú Élcio Kuhnen (MDB) está em isolamento em casa e Ney Clivati (Novo), de Balneário Camboriú, se recupera na UTI

Escolas particulares aguardam normativa

Com a mudança no mapa de risco na região, uma série de atividades voltou a ficar restrita, incluindo eventos, permanência nas praias, parques e locais públicos. As aulas presenciais nas escolas particulares poderão voltar, mas ainda esperam nova normativa do estado.

O sindicato estadual da categoria conseguiu liminar pra que a reabertura não dependa mais da aprovação do plano de contingência de cada escola, sendo o governo estadual obrigado a criar uma nova regulamentação.

Em Itajaí, o comitê da covid-19 informou que, por enquanto, não ocorrerá nenhuma mudança na educação, pois ainda cabe recurso pelo Estado na ação. Em Balneário Camboriú, o comitê havia liberado a volta de mais de 30 escolas particulares. Pelo novo grau de risco, elas não podem ficar abertas, mas ainda podem se amparar na liminar.

Na rede municipal de Balneário, a prefeitura mantém o plano de retomar as aulas a partir de 18 de novembro. “Porém, se a matriz de risco estiver na cor laranja [risco grave], não poderemos voltar. Só na cor amarela [risco alto] será possível o retorno”, frisa a secretária de Educação, Rosângela Borba.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp