26/11/2020 às 10h17min - Atualizada em 26/11/2020 às 10h17min

Balneário Camboriú registra 171 novos casos de Covid-19

Diretoria de Comunicação

Nesta quarta-feira (25), Balneário Camboriú registrou 171 casos confirmados de coronavírus. O município chega a 9.851 casos da doença. Destes, 8.408 pacientes (85.3%) já estão recuperados e receberam alta da Vigilância Epidemiológica Municipal.

Também foi registrado um novo óbito. Uma mulher de 63 anos, com comorbidades, que estava internada no Hospital da Unimed. Com isso, sobe para 110 o número de óbitos em Balneário Camboriú.

Permanecem em tratamento 1.333 pacientes, sendo 1.298 tratamentos em domicílio e 35 internados.

INTERNAÇÕES NO CENTRO MUNICIPAL COVID

UTI COVID: 28 pacientes (dez de Balneário, oito de Camboriú, cinco de Itapema, dois de Porto Belo, dois de Bombinhas e um de Navegantes)
Taxa de ocupação da UTI: 93%

CLÍNICA COVID: 20 pacientes (dez de Balneário, oito de Camboriú, um de bombinhas e um de Itajaí)

Município reativa a busca ativa de idosos e pessoas dos grupos de risco sintomáticos da Covid-19 para evitar agravamento da doença

Por determinação do prefeito Fabricio Oliveira, após reuniões constantes com o Comitê de Enfrentamento da Covid-19, a Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria da Pessoa Idosa, retomou a busca ativa de pessoas sintomáticas, classificadas nos grupos de risco, em especial os acima de 60 anos. O serviço ocorre por meio de uma central telefônica. A ação busca diagnosticar e oferecer o suporte necessário aos pacientes sintomáticos já no início, evitando o agravamento da doença. Desde esta terça-feira (24), já foram realizadas 582 ligações aos idosos acima de 60 anos, pessoas com comorbidades e gestantes de alto risco.

Este controle é realizado por contato telefônico aos cadastrados no sistema de saúde do município. Se caso o paciente apresentar sintomas da doença, um médico e um enfermeiro se direcionam até a residência do mesmo para realizar uma consulta e a coleta do exame, se necessário uma prescrição médica também é feita. Dos pacientes já monitorados, cinco idosos precisaram realizar a coleta. “Estes pacientes são nosso principal cuidado. Buscamos realizar o atendimento necessário na residência, evitando o deslocamento do paciente até uma UBS e UPA para não expor ainda mais a sua saúde e a de outros”, declara Caroline Prazeres, diretora da Divisão de Saúde.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp