30/12/2020 às 15h25min - Atualizada em 30/12/2020 às 15h25min

SINDISOL E SECHOBAR ASSINAM CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

Após cinco rodadas de negociações, o Sindisol (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Balneário Camboriú e Região) assinou hoje a Convenção Coletiva de Trabalho com o sindicato laboral, o Sechobar (Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro, Bares, Restaurantes e Similares de Balneário Camboriú e Região). Quatro novas cláusulas foram incluídas na convenção, além de modificações em outras já existentes, e as partes acordaram um reajuste de 3,89% no piso da categoria, válido a partir de 01 de janeiro de 2021. O índice se refere ao INPC dos últimos 12 meses, considerando a data-base, 20 de outubro de 2020. Para o Sindisol, o resultado da CCT foi positivo e reflete a soma de esforços de ambas as partes – empresários e trabalhadores - cientes do momento econômico que o setor atravessa e focados na manutenção dos empregos.


 

Em caráter inédito na história do sindicato, uma comissão integrada por três pessoas foi formada para acompanhar as negociações. Participaram Andrezza Negrini, representando a hotelaria; Gabriela Moro, representando a gastronomia, e Kilder Zander, do Conselho Fiscal, coordenados pelo assessor jurídico da instituição, Ramon Maçaneiro. O presidente do Sindisol, empresário Isaac Pires, comenta que a iniciativa teve por objetivo ampliar o debate e trazer à participação o conjunto de empresários e seus respectivos segmentos. "Vivemos um momento especial, em que a realidade nos apresenta desafios de mercado nunca antes vivenciados. Daí a importância deste debate aberto e participativo, focado no respeito à realidade de cada segmento que representamos e, também, com o foco na manutenção dos empregos e incentivo a novas contratações", completa.


 

Com o reajuste, o piso da categoria passará a ser de R$ 1.475,00 nos primeiros 120 dias de trabalho. Após este período, o piso estabelecido será de R$ 1.666,00. Entre as quatro novas cláusulas incluídas na CCT, destaque para a que estimula a contratação de pessoas sem experiência no mercado de trabalho. Trata-se do 'Primeiro Emprego", estabelecendo que jovens sem experiência anterior contratados pelo setor podem receber o piso salarial estadual (R$ 1.391,00) durante os primeiros 90 dias. Após este período, passam a receber o piso inicial (R$ 1.475,00) e, passados 120 dias, o piso de R$ 1.666,00.


 

A minuta do acordo foi apresentada hoje pela manhã, 22, em Assembleia Geral convocada pelo Sindisol e aprovada pelos presentes. À tarde, o presidente Isaac Pires, e a presidente do Sechobar, Olga Ferreira, assinaram a Convenção Coletiva de Trabalho. "Podemos afirmar que esta negociação foi marcada pelo bom senso e pela boa vontade de ambas as partes, dando mais flexibilidade às contratações e preservando muitos empregos", finaliza Pires.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp